Os extravagantes óculos de lixo - Frames

Os extravagantes óculos de lixo

Nosso planeta produz mais de 30 bilhões de toneladas de resíduos sólidos por ano. Como resolver esse problema? A busca por respostas é global, mas o artista Cyrus Kabiru decidiu olhar de uma maneira um pouco diferente para todo esse lixo produzido. Placas de computadores, latas, arames, talheres, fitas K7 e outras sucatas são as matérias primas para armações de óculos monumentais feitas em seu estúdio em Nairóbi, no Quênia.

Previous Image
Next Image

info heading

info content

Desde criança Cyrus sonhava em ter óculos de verdade, mas nem todos os pedidos do mundo foram suficientes para que o pai dele comprasse um. Da frustração surgiu a ideia de fazer as próprias armações, com materiais que fossem acessíveis e sem custo. A partir daí o artista começou a produzir os óculos de lixo, hoje espalhados por toda Nairóbi. São itens que chamam bastante atenção por onde passam, e para o criador usá-los é quase como uma terapia.

“Eu realmente eu amo o lixo, e tento dar a ele uma segunda chance transformando em algo a mais que vá ficar por muito tempo vivo”, disse o escultor. Não é só no design que ele pensa, mas também no meio ambiente. O artista nutre uma preocupação muito grande em relação aos eletrônicos, por exemplo, e expressa sua profunda vontade em que as pessoas consigam produzir e consumir menos. “Nós precisamos mudar nossa mentalidade, reciclar e ser criativos”, conclui.

Fotos: Divulgação/ Reprodução

 

Assine nossa newsletter. Nela, você encontra tudo sobre óculos: moda, saúde, estilo de moda e estilo de vida. Fique de olhos bem abertos e não perca as últimas tendências no mundo óptico.

*Fique tranquilo, não enviaremos spam. Após clicar em “Inscrever” você receberá um e-mail para confirmar seu interesse (verifique também sua caixa spam).



COMENTÁRIOS


POST RELACIONADOS