Uma peça nos porões do Hotel Cambridge - Frames
LENDO

Uma peça nos porões do Hotel Cambridge

Uma peça nos porões do Hotel Cambridge

Durante décadas, ele foi um dos endereços mais luxuosos de São Paulo. Localizado na Avenida 9 de julho, se hospedar no Hotel Cambridge não era apenas uma comodidade por estar no centro de São Paulo, era um status. Hoje, estar ali é sinônimo de resistência.

Desde a “festa” (nome dado a ação de ocupar por movimentos sociais) que ocorreu na madrugada de 22 de novembro de 2012, os 15 andares do lugar ocupam não só famílias de diferentes pontos da metrópole paulistana, como também suas histórias. Quase que, pouco a pouco, levadas ao esquecimento. Isso se não fosse a convidativa abertura dos portões do “Siete Grande Hotel”. Espetáculo que utiliza o ambiente como palco para suas apresentações nas noites de domingo, às 19h, e segunda-feira, às 20h.

Criado pelo Grupo Redimunho de Investigação Teatral, o trabalho se propõe a narrar histórias de sete personagens cujas vidas se cruzam em um labirinto soterrado pela capital. O exílio e a luta por moradia são temas que surgem ao longo da visita, que mesmo sendo fantasiosa, aproxima cada espectador da realidade cotidiana dos atuais moradores do Cambridge.

Tudo começa nas calçadas do Espaço Redimunho. Com o convite das recepcionistas do “Siete Grande Hotel”, elas recolhem as chaves que servem como ingressos e acomodam cada espectador no hall de entrada, onde o porteiro, ou concierge, guiará os 40 visitantes por cada quarto de histórias.  

Não se deixe levar pela hospitalidade da recepção musical. Ao seu decorrer o espetáculo deixará bem claro suas memórias de dias de injustiça e desigualdade, que trouxe cada hóspede a situação atual.

O Espaço Redimunho de Teatro está na Rua Álvaro de Carvalho, 75. Próximo à Estação Anhangabaú (Metrô- Linha 3 Vermelha). Vale lembrar que a peça é pague quanto puder e só estará em cartaz até o dia 27 de agosto.

COMENTÁRIOS


POST RELACIONADOS