Como seria “O Assassinato do Presidente”? - Frames
LENDO

Como seria “O Assassinato do Presidente”?

Como seria “O Assassinato do Presidente”?

Construído em menos de um mês, sem patrocínio, o espetáculo “O Assassinato do Presidente” apresenta a história de Ulisses, um dos criminosos mais procurados do país que decide matar o presidente do Brasil. O desamarrar da trama se dá quando contrata os serviços de uma prostituta na noite anterior ao crime.

O responsável pelo texto e direção do trabalho é o dramaturgo Paulo Faria. De acordo com ele, a peça pode ser definida como um faroeste psicológico, que se assume abertamente como um “ato político”. “A morte desse presidente simboliza o fim da intenção de anular a democracia, no Brasil, e a morte de toda essa intolerância que tem crescido”.

Além da questão política, a montagem trata de temas como transexualidade e travestilidade. Vale ressaltar que o pano de fundo dessa discussão é a própria região escolhida pela cia. para realizar suas pesquisas de teatro e, consequentemente, manter sua sede.

“O Assassinato do Presidente” fica em cartaz até o dia 21 de maio Rua do Triunfo, 304, Luz. Sempre às segundas, às 20h, com entrada no esquema “pague quanto puder”.

COMENTÁRIOS


POST RELACIONADOS