Ray-Ban® e a fama por trás dos óculos - Frames
LENDO

Ray-Ban® e a fama por trás dos óculos

Ray-Ban® e a fama por trás dos óculos

A moda muda, as tendências passam, as grifes surgem e desaparecem, o que era cool hoje, é chato amanhã. No meio dessa bagunça que é a moda, algumas marcas – as poucas e boas – conseguem eternizar modelos que se tornam atemporais. Não é difícil dar um exemplo, e você pode ver, literalmente, com seus próprios olhos. É só procurar pela palavra “óculos” na internet e as imagens irão te mostrar uma armação, em especial, que todo mundo conhece e usa.

O Ray-Ban Wayfarer® é um dos óculos mais vendidos do mundo. Mas, pode ter certeza, tem muita gente por aí, na casa dos vinte e poucos anos, que nem imagina que está usando modelos que fazem parte da velha guarda da moda óptica. O sucesso do Wayfarer® não foi construído somente por suas linhas e curvas que inspiram, até hoje, centenas de outros modelos. Grande parte da notoriedade que a peça carrega foi conquistada pela sua história única e seu relacionamento com o mundo da fama. E, acredite, história não se copia. Quando surgiu, no começo dos anos 50, nunca se tinha visto na indústria da moda óptica algo tão moderno e à frente de seu tempo. Suas linhas baseadas na forma geométrica do trapézio foram inspiradas na traseira “rabo de peixe” dos carros da época, como o Chevrolet Bel Air. Aí foi só aproveitar o momento e entrar na onda do glamour hollywoodiano dos anos dourados para começar a ficar popular. Claro, com a ajuda do rosto de James Dean, ícone jovem daquele tempo, no premiado filme Juventude Transviada, o acessório se tornou um dos primeiros na história do cinema a ser reconhecido pela população em geral. Já nos anos sessenta foi a vez de Bob Dylan, compositor e cantor norte-americano, fazer do Wayfarer® um símbolo de sua identidade. São muitas fotos da época em que o artista está usando seu inconfundível par de óculos preto. Um salto para a confusão dos anos 80 e lá estão eles novamente no rosto dos famosos. Michael Jackson também adotou esse modelo para viajar o mundo durante a turnê Bad, vista por mais de quatro milhões de fãs. Fora isso, o Wayfarer® também foi visto em filmes como The Blue Brothers, dos cantores e comediantes Dan Aykroyd e John Belushi, e Negócio Arriscado, primeiro papel de destaque de um jovem de 21 anos até então desconhecido: Tom Cruise.

Previous Image
Next Image

info heading

info content

 

Não foi a única vez que o astro das telas usou óculos Ray-Ban® para vestir seus personagens. Três anos depois de Negócio Arriscado, em 1986, o Aviator®, outro clássico da marca, apareceu em Top Gun, também estrelado por Cruise. Aliás, foi justamente o mundo dos aviões que deu origem ao óculos, que já é um senhor de idade: “nasceu” em 1937, contabilizando quase 80 anos de sucesso. Ele foi criado especialmente para os pilotos protegerem seus olhos durante o voo, já que essa atividade necessita de um bloqueio extra contra os raios de Sol. Aliás, essa proteção inspirou o nome da marca: Ray Banner, que, abreviado, virou Ray-Ban®. O Aviator® ganhou fama pela primeira vez ao aparecer em diversos fotos de Douglas MacArthur, general americano na segunda grande guerra. Mas, felizmente, não foi essa triste parte da história o principal motivo para o sucesso desse óculos. Décadas depois, as armações finas em metal e as grandes lentes se tornaram ícone da cultura pop, vestindo o rosto de famosos como Robert De Niro, em Taxi Driver, Paul McCartney, Freddie Mercury e, novamente, Michael Jackson, em sua aparição no Grammy Awards de 1984.

Foi também nos anos 80 que a Ray-Ban® desenvolveu e lançou outro modelo que entraria para o hall da fama dos óculos: o Clubmaster®. Inspirado nos famosos “Browline Glasses”, óculos dos anos 40, 50 e 60, com armação apenas na parte de cima, lembrando sobrancelhas, ele chegou ao mercado como uma alternativa aos óculos redondos e, impulsionado mais uma vez pelo mercado do cinema, com Denzel Washington em Malcolm X , Tim Roth em Cães de Aluguel, e Michael Douglas em Um Dia de Fúria, rapidamente se tornou o terceiro óculos mais vendido da marca.

Nos dias atuais, o Clubround® chegou para somar a já extensa família Round. Como se fosse um primo do Clubmaster®, esse modelo tem tudo para ser o mais novo sucesso da Ray-Ban® e entrar para lista de óculos icônicos, ao lado do Hexagonal®, última evolução da linha, com uma armação ousada acompanhada de uma lente de seis lados.

É por tudo isso que óculos Ray-Ban® não são somente uma combinação de armações e lentes. Dentro de cada loja de óculos ao redor do globo existe uma caixinha dentro de uma gaveta com algum modelo Ray-Ban® carregado de memórias esperando seu rosto para, mais uma vez, fazer história.

Previous Image
Next Image

info heading

info content

COMENTÁRIOS


POST RELACIONADOS